Diversas

domingo, 6 de março de 2016

Sei lá




Sei lá por que faço versos,
alguns com rima, outros em desatino...

Sei lá a razão desta minha loucura
se me entrego às palavras como um servo
e me deixo levar por elas
pelos caminhos das ilusões
e de tantas fantasias,
que chegam a confundir-me
na minha essência
e me faz perguntar-me quem sou,
se poeta, fingidor ou louco,
simplesmente nada,
ou tenha de tudo um pouco...

Sei lá por sonho acordado
para passar para o papel
o que a minha mente inventa
e me força a desenhar em poemas,
que nem sei se, serão poemas
ou meras conjunções de letras,
formando jardins de quimeras
ou floridas e inocentes intenções
de fazer poesia…

Sei lá, por que me interrogo assim
e duvido do que eu sinto,
ou sinto o que penso duvidar,
mas que em boa verdade,
vivo com emoção
esta doce sensação que me faz
ser o que eu sou.

José Carlos Moutinho

Sem comentários:

Enviar um comentário