Diversas

quinta-feira, 16 de outubro de 2014

Voltar atrás no tempo (Fado)



No tempo de outro tempo
de sonhos inventados,
sem dor nem lamento,
muitos beijos molhados
na força do sentimento.

Juventude atrevida
sem pensar no amanhã,
viver de forma activa
e acordar pela manhã
na pujança da vida.

Ai que saudade eu tenho
daquela linda morena,
memoria que eu retenho
da mulher doce e pequena
que em mente eu desenho.

Pudesse eu atrás, voltar,
pisar a areia da praia,
mergulhar naquele mar,
cantar com a tal catraia
poemas do verbo amar.

José Carlos Moutinho
 

Sem comentários:

Enviar um comentário