Diversas

sexta-feira, 11 de setembro de 2015

Fosse eu, uma folha...






Ah…fosse eu folha solta ao vento
esvoaçando livremente pelo infinito
sondando pensamentos tão diversos
e moldasse a felicidade nas almas tristes…

Fosse eu folha matizada de sonhos,
desenhado por cheiros de abraços sinceros,
perfumado por coloridos sorrisos de verdade
e modificasse as infelizes mentes transviadas…

Se realmente eu fosse folha voadora
que navegasse os céus da fraternidade
voasse os mares azulados da concórdia
e metamorfoseasse sentimentos desvirtuados…

Se…na verdade eu fosse utopicamente a folha
que me imagino e lograsse o que minha mente deseja,
leva-me a pensar se sou uma quimera ou um louco
que vive na simbiose deste mundo belo e desvairado
ou…um ingénuo sonhador que voa como uma folha.

José Carlos Moutinho

Sem comentários:

Enviar um comentário