sexta-feira, 25 de setembro de 2015

Prenúncio de Outono





Sei que espreitas, Outono
por entre os dias frios deste verão,
não tenhas pressa, acalma-te,
deixa que as folhas permaneçam verdes
e abraçadas às árvores, da mãe natureza,
terás muito tempo para as matizares
com tuas belas cores da saudade,
saudade da Primavera e talvez deste verão
que vai esmorecendo
nos dias do tempo…

Quando chegares, Outono,
faz por esquecermos as mágoas
plantadas no estio da amargura
que o fogo dizimou…

Matiza-nos os sorrisos
com o colorido da vida,
afaga-nos na carícia das folhas
que voam livres,
fugindo da estação cansada
que ficou lá atrás…entre ti e a Primavera!

Vem Outono, que és bem vindo,
sabes bem que deslumbras…
Para mim, Outono só perdes em beleza
para a maravilhosa Primavera…
Vem, Outono, de serenas matizes,
Espero-te!

José Carlos Moutinho
5/9/15

Sem comentários:

Enviar um comentário