quarta-feira, 2 de setembro de 2015

Relógio do tempo





O tempo voa e não tem asas,
fenómeno estranho que ninguém entende,
quero aquietar-me no meu tempo sereno
e do relógio do tempo que me arrasta como louco
por caminhos que ainda não quero percorrer!

Talvez com mais tempo,
eu goste deste tempo que corre veloz,
e de lá, do fim do meu tempo
possa olhar para trás e rir-me
da correria deste tempo desvairado
que me arrastou, ainda que não tivesse asas
mas sim tinha a força do vento.

José Carlos Moutinho

Sem comentários:

Enviar um comentário