quinta-feira, 7 de janeiro de 2016

Em ti só há vaidade


Certo dia tu disseste
que sem mim não vivias,
quando te quis não vieste,
vejo agora que mentias.

Em ti não acredito mais,
podes ajoelhar e chorar
de nada valem teus ais,
jamais te vou perdoar.

Que a doce brisa do amor
me traga novas carícias,
p’ra que eu esqueça a dor
das tuas palavras fictícias.

Sei que outro amor virá
que me ame de verdade,
igual ao teu não será,
em ti só há vaidade.

José Carlos Moutinho

Sem comentários:

Enviar um comentário