Diversas

sábado, 9 de janeiro de 2016

Faltaram-me as palavras





Faltam-me as palavras, amor…
Gastei-as naquela carta que me devolveste,
gostaria de ter guardado algumas,
para que agora eu pudesse dizer-te
tudo o que me vai na alma...
Mas as palavras emudeceram na minha voz
e ancoraram na solidão das minhas mãos!

Talvez algum dia, amor,
eu tenha a felicidade de encontrar
as palavras que eu queria dizer-te,
e não consigo neste momento de nostalgia...

E, se porventura eu as encontrar, amor,
dir-te-ei que embora as palavras
tenham recusado o apelo do meu sentir,
ficou em mim, a mágoa de um coração triste
e a alma cansada pela desilusão
de não ter escrito as palavras que eu queria…
Para te dizer, amor...
Com muita pena minha,
que perdeste a tua grande oportunidade
de caminhares pela estrada da felicidade.

José Carlos Moutinho

Sem comentários:

Enviar um comentário