Diversas

domingo, 24 de janeiro de 2016

Perguntou-me o vento




Perguntava-me o vento, no seu saber:
Porque te escondes de mim
que sou uma simples passagem,
e não te escondes dos que em ti se grudam
para te perturbarem os sentimentos?
E eu respondi ao vento que passa...
que fugia do seu soprar,
pois ele era a verdade dorida,
enquanto os que em mim se colavam
eram a mentira da verdade...
E o vento que passava,
acalmou-se
e fez-se brisa…

José Carlos Moutinho

Sem comentários:

Enviar um comentário