Diversas

quarta-feira, 27 de julho de 2016

Ela voltará







A nostalgia é a minha parceira
nas infindáveis noites de inverno,
tento esquecer de alguma maneira
o saudosismo dorido e eterno!

Lá fora o vento sopra, assustador
parece que bate na janela,
será talvez o som da minha dor
ou quem sabe o bater da mão dela…

Fui ver para assim ter a certeza
abri a janela, aumentou a tristeza,
o que batia era o meu pensamento…

Continuei a ouvir o vento bater
que parecia querer-me dizer
ela voltará a qualquer momento!

José Carlos Moutinho

1 comentário:

  1. Bom dia.Parabéns caro amigo poeta. Sou novo aqui no seu blog, mas gostei muito do que li.
    Belíssima a sua poesia, também sou um pouco nostálgico.
    Abraço e uma ótima quinta-feira.

    ResponderEliminar